4.1.18

Como usar queratina sem danificar o seu cabelo

Pode ser que você tenha lido o título do post e pensado: "O quê? Mas a queratina não é excelente para restaurar e reconstruir o cabelo?", mas saiba que sim, (infelizmente) é possível estragar o cabelo com o uso da queratina! Entenda como isso é possível e, principalmente, como evitar que você estrague o seu cabelo enquanto acredita que o está tratando!

Entenda como a queratina pode danificar o seu cabelo

A queratina é uma proteína composta por 20 aminoácidos (glicina, cisteína, arginina, lisina e etc. - Fonte: Wikipédia), presente nos cabelos e unhas, e é ela a responsável manter os cabelos devidamente hidratados, resistentes à quebra e com elasticidade ideal.

Um cabelo que sofre de falta de queratina pode ficar quebradiço, sem brilho, pouco maleável, enfim, com aquela aparência de cabelo (muito) ressecado e sem vida que geralmente a gente pode ver em um cabelo danificado (seja por químicas ou por ação de secador, chapinha, sol, vento e outras intempéries naturais).

Embora seja um ingrediente muito recomendado na fase de Reconstrução do Cronograma Capilar, ainda assim a queratina é um produto que deve ser usado com MUITO cuidado. Por que? Bom, todo mundo sabe que tudo em excesso pode fazer mal, não é mesmo? Então por que com a queratina seria diferente?

Veja também: Dicas para um Cronograma Capilar econômico: Reconstrução

O excesso de queratina pode causar enrijecimento dos fios e, como consequência disso, a quebra. Já aconteceu com você ou com alguém que você conhece de começar a usar a queratina para reconstruir mas, ao invés disso, o cabelo passa a quebrar cada vez mais? Isso é um claro sinal de que o seu cabelo já está saturado de queratina!

O efeito nocivo da queratina em excesso pode ser piorado com o uso de chapinha e secador. Se o seu cabelo já está sensível, poroso, com dificuldade de manter a água absorvida na hidratação, é bom você manter ele bem longe desses processos a quente! A não ser que o procedimento (por exemplo, a cauterização, feita com queratina e chapinha) seja feito por um profissional responsável e que você perceba que o seu cabelo vai suportar. Ainda assim, nada de fazer toda semana!
Créditos: Fotografia por Amanda Bear on Unsplash

Saiba como usar a queratina com segurança no tratamento capilar

Cabelos saudáveis não precisam de aplicação de queratina mais de uma vez por mês. No meu cabelo, por exemplo, eu aplico a cada dois meses, e nem sempre uso a queratina pura ou cremes com alta concentração de queratina. No intervalo entre aplicações de queratina eu uso cremes ricos em aminoácidos com intervalo mínimo de 20 dias, ou produtos reparadores, como mel e banana, pois nem sempre a reconstrução em si é necessária (daí a diferença entre "reparação" e "reconstrução").

Veja também: Os benefícios do mel para os cabelos

Se o seu cabelo está seriamente danificado por químicas como descoloração e alisamentos, aí você pode usar a queratina com um pouco mais de frequência, mas não mais do que duas vezes por mês. E o uso a cada 15 dias só é recomendável se o seu cabelo realmente precisar. Ainda assim, use em pouca quantidade e com muito cuidado, não deixando agir por mais de 5 minutos e evitando procedimentos a quente.

Para cabelos sem químicas mas danificados por sol, vento e falta de tratamento adequado (sim, cabelos sem química também precisam de cuidados!) ou por químicas menos nocivas (como tinturas em intervalos maiores e aplicadas por um profissional) podem usar a queratina uma vez por mês sem encarar problemas, mas geralmente um bom creme reconstrutor aliado aos tratamentos das outras fases do Cronograma Capilar já resolve o problema.

Veja também: Dicas de como montar o seu cronograma capilar

Caso você faça no seu cabelo escovas progressivas ricas em queratina (leia a fórmula do produto que você usa para saber mais a respeito) ou tratamentos com alta concentração de queratina (como a cauterização) a intervalos regulares, não aplique queratina no seu cabelo! Já que os seus fios já recebem esse ingrediente em grandes quantidades e com frequência, não os deixe ainda mais saturados, ou você pode sofrer com excesso de queratina.

Cuidado ao aplicar a queratina com o auxílio de um borrifador, só faça isso se souber dosar com precisão a quantidade ideal para cada mecha. Se for aplicar misturada a um creme base, não coloque mais de uma colher de chá para a porção necessária para todo o seu cabelo!

Concluindo...


Espero que você tenha entendido como é importante usar a queratina com responsabilidade e com cuidado. Com a popularização do Cronograma capilar e da Reconstrução, ficou mais fácil também adquirir produtos diversos para essa etapa, como a queratina (vendida geralmente na forma líquida), que agora pode ser usada também em casa, sem a supervisão de um profissional.

Praticidade de um lado, e perigo de outro, mas nada que informação e um pouco de cuidado não resolvam! Então, preste atenção nas necessidades do seu cabelo e dose somente a quantidade de queratina necessária, e não esqueça ela lá sob a touquinha de tratamento: retire o produto no tempo certinho e tudo ficará bem! 

Tem mais alguma dúvida sobre a queratina? Alguma sugestão e dicas para melhorar o post? Compartilhe nos comentários! ;)