10/15/2015

Os benefícios dos óleos naturais para os cabelos

Um dos primeiros posts aqui no blog (e o primeiro post sobre cabelos) foi sobre o Cronograma capilar (pra quem ainda não viu, link aqui), onde eu expliquei o que é, como montar, quais os ingredientes mais adequados para tratamento dos cabelos em cada fase, e eu falei um pouco também sobre alguns benefícios dos óleos naturais, que geralmente se encaixam na etapa de Nutrição (assim como a tabela do post mostra).

Como usar óleos no cronograma capilar

Pois resolvi escrever um post exclusivamente para explicar melhor sobre os benefícios dos óleos naturais para os cabelos e como encaixar o uso deles no Cronograma Capilar.

Certos óleos naturais se destacam dentre vários pela capacidade de ajudar no tratamento de cabelos danificados, e, basicamente, os principais benefícios oferecidos por esses óleos são:

  • hidratação e nutrição

  • controle de volume

  • prevenir ressecamento, pois favorecem a retenção da água adquirida no processo de hidratação.

Porém, cada óleo tem suas peculiaridades, e aqui vão alguns, com suas propriedades e principais benefícios proporcionados aos fios:

Óleo de coco

como usar óleo de coco nos cabelos e benefícios
O óleo de coco adquire aparência esbranquiçada quando está sob baixas temperaturas.
O óleo de coco, rico em ácidos graxos (gordura) e vitamina E, é excelente para o tratamento de cabelos oleosos, danificados, quebradiços, quimicamente tratados, tratamento de caspa, seborreia e couro cabeludo sensível, controle de frizz e pontas duplas; possui ação bactericida, fungicida e imunoestimulante.

Pode ser usado na forma mais líquida ou de manteiga, sendo que essa mudança de textura é dependente da temperatura ambiente; se o óleo endurecer e ficar esbranquiçado, keep calm, ele faz isso mesmo em temperaturas baixas, e para voltá-lo à forma de óleo é só esquentá-lo bem de leve - bem de leve mesmo, senão ele perde suas propriedades. É um óleo de profunda penetração e hidratação dos fios, por isso é excelente no tratamento de cabelos ressecados.

Como usar: O óleo de coco pode ser usado para umectação, passando o óleo nos fios (antes de lavar) mecha por mecha e deixando agir com touca por pelo menos meia hora. Há também quem durma com o óleo nos cabelos (umectação noturna), para isso, enrole bem o cabelo e deixe-o na touca de modo seguro, pra não correr o risco do cabelo soltar e você acordar cheia de óleo no rosto rsrs

Para usá-lo no creme, mistura um pouco de óleo na quantidade de creme suficiente para o seu cabelo e deixe agir por até 20 minutos. Se for usar a manteiga de coco, pode misturá-la no creme normalmente ou aplicá-la pura, como se fosse máscara.


Óleo de jojoba

Indicado para todos os tipos de cabelo, é um grande aliado na limpeza dos bulbos capilares, dissolvendo o sebo endurecido que entope os folículos, causando queda capilar e afetando o crescimento de novos fios. O seu uso confere cabelos brilhantes, ajuda a acelerar o crescimento dos fios e trata a caspa. Portanto, o óleo de jojoba é excelente para limpeza do couro cabeludo e prevenção da queda capilar.

Como usar: faça a umectação capilar (a seco ou noturna) ou misture no creme. Você pode também aplicar um pouco de óleo nas pontas dos dedos e massagear o couro cabeludo por 5 minutos, para fazer a limpeza do couro cabeludo.

Azeite de oliva

como usar azeite para nutrição capilar
O azeite de cozinha também pode ser utilizado, desde que seja extravirgem.
Sim, é aquele mesmo azeite de cozinha, desde que seja extravirgem (o que garante que não houve perda das propriedades nutritivas do óleo). O azeite de oliva é indicado para tratamento de cabelos ressecados, controle de caspa ou seborreia, para fortalecimento capilar. Age como ótimo condicionador, e por ser rico em antioxidantes, contribui para manter um couro cabeludo saudável.

Como usar: use para umectação do modo que preferir (durante a noite ou antes de lavar o cabelo), ou misture no creme. Teste esses diferentes modos para ver o que dá mais certo com o seu cabelo, pois meu cabelo, por exemplo, não reage muito bem quando aplico o azeite puro nele. Ah, se usar puro, enxague muito bem para não deixar o cheiro no cabelo.

Óleo de rícino (mamona)

como usar óleo de mamona nos cabelos
Sementes de rícino.
Por ser altamente umectante, o óleo de rícino retém a umidade, selando-a nos cabelos. É também ótimo estimulante de crescimento e fortalecimento capilar, contribuindo para o crescimento de fios mais grossos e saudáveis, sendo muito utilizado também nos cílios e sobrancelhas por essas mesmas funções.

Como usar o óleo de rícino nos cabelos: 

  • para crescimento capilar: aplique um pouco de óleo nas pontas dos dedos e esfregue as mãos levemente. Em seguida, faça massagem no couro cabeludo por pelo menos 5 minutos, fazendo movimentos circulares. Isso ativa a circulação sanguínea, favorecendo o crescimento capilar.
  • para umectação capilar: aplique o óleo no cabelo seco mecha a mecha, deixe agir por pelo menos 30 minutos (use touca térmica se quiser) e lave normalmente. Pode ser usado também para umectação noturna.
  • para tratamento com máscara: misture um pouco de óleo no creme da sua preferência (recomendo um creme como Yamasterol, que contém poucos ativos e, assim, não interfere no desempenho do óleo), deixe agir de 10 a 20 minutos, enxágue e condicione, se preferir.


Óleo de argan

O óleo puro de argan (é diferente daquele industrializado facilmente encontrado em farmácias e supermercados) proporciona nutrição, hidratação, controle do frizz, fortalecimento da fibra capilar, maciez e brilho, além de ser excelente para reparação de cabelos danificados.

Como usar: Para usar o óleo de argan nos cabelos, você pode aplicá-lo mecha a mecha no cabelo seco e deixar por pelo menos 30 minutos antes de lavar, para umectação capilar, ou misturado em algum creme da sua preferência. Pode ser usado mesmo em cabelos oleosos por ser um óleo pouco gorduroso e, portanto, não pesa nos fios.

Óleo de abacate

como usar óleo de abacate para nutrição
O óleo de abacate também é excelente para o tratamento dos cabelos.
Rico em potássio, vitaminas A, E e D e proteínas, elementos essenciais para manter os cabelos saudáveis, é um óleo leve e altamente nutritivo, proporcionando um ótimo tratamento condicionador.

Como usar: O óleo de abacate pode ser usado puro nos cabelos para umectação (aplicar nos fios antes de lavá-los, ou até mesmo durante a noite, como já expliquei) ou misturado em algum creme-base (como Yamasterol ou Kanechom, por exemplo, ou qualquer outro creme da sua preferência).

Bônus: Óleo de semente de uva

O óleo de semente de uva é um dos mais queridinhos para umectação capilar e é muito difícil um cabelo que não dê certo com ele. Com alto teor de vitaminas (inclusive vitamina E) e minerais, contribui para acelerar o crescimento capilar, contribuir para o fortalecimento e brilho. Por não ser tão gorduroso, é um óleo leve, facilmente absorvido pelos fios, e com alto poder de hidratação.

Como usar: Para umectação, passe nos cabelos secos mecha a mecha antes de lavá-los e deixe agir por, no mínimo, meia hora. Se for usar o óleo de semente de uva para umectação noturna, tenha muito cuidado, prenda o cabelo muito bem para não correr o risco de acordar com o rosto cheio de óleo e de acne.

Se quiser usá-lo misturado no creme, o procedimento é o mesmo de sempre: uma pequena quantidade de óleo misturado com a quantidade de cabelo normal para o seu cabelo.


Espero que tenha gostado da dica de tratamento com óleos naturais e que o post tenha ajudado você a encontrar o óleo ideal para o seu tipo de cabelo. Caso alguém faça algum tratamento nutritivo capilar com óleos, compartilhe o resultado nos comentários! Dicas e demais informações sobre óleos e cronograma capilar também são bem-vindas!

*Fonte das imagens: Pixabay



Veja também: