2/10/2015

O cronograma capilar: recuperando cabelos danificados

Está aí um tratamento simples que salva os fios danificados, se feito corretamente: o cronograma capilar, e digo isso por experiência própria. rsrs Saiba por que o Cronograma Capilar é tão bom para os cabelos, o que usar e com qual frequência fazer cada fase do tratamento!

cronograma capilar para cabelos danificados


Meu breve histórico capilar

Para você entender melhor por que eu gosto tanto e recomendo o Cronograma Capilar, vou contar brevemente as minhas 'aventuras' capilares e como o Cronograma me ajudou (na verdade, salvou meu cabelo) nesse meio tempo.

Em 2014, aproveitei as férias de junho e descolori meu cabelo pois queria ficar loira. Três meses antes de descolorir eu tinha começado a seguir o cronograma capilar, pra não danificar tanto na hora da descoloração. Usei o descolorante da Alfaparf, o Supermeches (o descolorante é muito importante nesse processo, tem que ser de qualidade ou o cabelo ficará com a saúde comprometida). O cabelo ficou praticamente intacto após a descoloração, mesmo assim continuei seguindo o cronograma, pois cabelo descolorido precisa de cuidados constantes. Com o início das aulas na faculdade, ficou cada vez mais difícil seguir o cronograma capilar fielmente, o que acabou sensibilizando muito o meu cabelo, já que eu estava sempre fazendo chapinha e usando tintas para a manutenção da cor (que nem ficou como eu queria, e eu estava sempre tentando corrigir isso y.y ), e tintas possuem amônia na composição, o que danifica mais ainda o cabelo...daí, chegaram as férias de dezembro e eu voltei a seguir o Cronograma Capilar, e recuperei meu cabelo novamente (e a tempo de evitar uma tragédia rsrs)!


O que é o Cronograma Capilar?

Mas você já deve estar se perguntando o que é esse tal cronograma capilar, no caso de quem ainda não conhece esse tratamento. O cronograma capilar é um tratamento que consiste em três etapas, cada uma delas feita com determinados tipos de creme, produtos que podem ser misturados em um creme-base (no caso dos óleos e manteigas vegetais derretidas, podem ser usados puros, o que recebe o nome de umectação). Veja a explicação de cada fase e a importância de cada uma:

Hidratação

Repõe a água no fio, que pode se perder naturalmente devido à ação do sol e do vento, por causa de processos térmicos, como uso de secador e chapinha, ou por causa de processos químicos, como descoloração, relaxamento, progressiva e etc.

Um cabelo bem hidratado pode ser identificado pela maciez, leveza e aspecto saudável.

Nutrição

Com a nutrição há a reposição lipídica (de gordura) nos fios, o que é importante para manter a flexibilidade e segurar a água adquirida na fase de hidratação.

Um cabelo bem nutrido apresenta volume controlado, redução do frizz e maleabilidade.

Reconstrução

A reconstrução é responsável pela reposição de queratina e aminoácidos, tais como creatina, lisina, arginina e etc, o que torna o cabelo mais forte e resistente, e contribui para a reposição de massa dos fios.

A reconstrução apresenta cabelos com fios saudáveis, encorpados e resistentes à quebra.


O que usar em cada fase do Cronograma Capilar

tabela cronograma capilar

Geralmente, os cremes que a gente encontra em farmácias, supermercados e lojas de cosméticos estampam algum desses nomes nas embalagens, mas é bom prestar bastante atenção nisso pois, por exemplo, nem sempre que um creme diz na embalagem ser "reconstrutor" ele realmente reconstrói, seja por não possuir componentes verdadeiramente reconstrutores ou por possui-los em quantidades mínimas. Por isso é sempre bom procurar na internet ou com pessoas conhecidas informações a respeito da qualidade do produto.

Como montar o Cronograma Capilar

É muito importante também ter em mente que não adianta seguir somente uma fase do cronograma capilar, pois uma fase complementa a outra, e o excesso de uma só fase prejudica o cabelo. Um cabelo realmente saudável é bem hidratado, bem nutrido e reconstruído, lembrando que a reconstrução é a fase mais "forte", por isso deve ser feita com menos frequência no caso de um cabelo que não esteja tão danificado. No meu cabelo, por exemplo, eu faço reconstrução somente a cada 15 dias, com queratina líquida ou com creatina em pó (nunca as duas juntas).

Cada fase do cronograma capilar deve ser feita em dias diferentes. Se você fez uma etapa na segunda-feira, espere pelo menos até a quarta-feira para fazer a próxima (ou a mesma etapa, isso é determinado de acordo com a necessidade do seu cabelo).

Quanto às necessidades do cabelo, é preciso observar a porosidade (falta de nutrição, um cabelo mau-nutrido não "prende" a hidratação no fio), rigidez, o que torna o cabelo quebradiço quando seco e com aspecto "espetado" (geralmente é causada por excesso de reconstrução, e para corrigir tem que hidratar e nutrir com mais frequência), cabelo leve demais, tanto que fica armado (excesso de hidratação e falta de nutrição), frizz em excesso (falta de nutrição), e cabelo quebradiço enquanto molhado (excesso de maleabilidade, falta de reconstrução). Viu como a falta ou excesso de fases prejudicam o cabelo?


Espero que o post tenha ajudado você a conhecer mais o tão querido Cronograma Capilar, excelente para a manutenção dos cabelos naturais ou quimicamente tratados. Quaisquer dúvidas ou sugestões, pode deixar nos comentários!

Até o próximo post!


Veja também: